5 perguntas de Coaching que a visão tecnicista deixa escapar

Em que será que se distingue a visão tecnicista da visão holossistêmica? Por que é importante o Coach ou Mentor conhecer bem esta distinção?

Vamos ver sinteticamente como evoluem estas duas visões e onde cabem as duas.

Visão tecnicista

A visão tecnicista foi a predominante ao longo do desenvolvimento socioeconômico nos últimos mais de 200 anos. Ela é fruto do racionalismo, isto é, do predomínio absoluto da razão sobre tudo o mais, isto é, tudo tem que ser lógico. Deve ser comprovado experimentalmente. E trabalha a dualidade certo x errado. Ela busca certezas em tudo. E a certeza você adquire pelos referenciais lógico-matemáticos e analíticos. Para conhecer uma realidade, você deve estudar parte por parte até ter uma ideia do todo. E o todo é avaliado pelas partes que o compõem.

Nesta visão, para ser reconhecido como ciência, os fatos ou a realidade devem ser reduzidos ao mais simples e calculável possível.

A mentalidade que brota desta visão é que tudo deve ser lógico, mensurável, analisável. Existem ações e comportamentos certos, quando estão de acordo com a lógica e suas normas, ou errados, quando não são lógicos ou vão contra as normas que regem a realidade. E quando as pessoas agem segundo o que é considerado certo, elas são aceitas, elogiadas e premiadas. Quando as pessoas agem fora do que é considerado certo, são punidas ou excluídas.

Visão holossistêmica

É a visão que vem se tornando cada vez mais aceita no mundo intelectual e no meio administrativo. Holossistêmico se compõe de holístico + sistêmico.

Holístico: é ter uma visão abrangente, ampliada, conjunta, de cima. Ver toda a empresa e não apenas uma parte. Ver toda a cidade e não apenas sua casa. Ver todo o corpo pulsante e não só uma parte. Ver a vida pulsando em tudo. A visão holística nos leva a ver o todo na parte e a parte no todo.

Sistêmica: A visão sistêmica consiste em captar a interligação de tudo, onde nada é visto separadamente. Tudo depende de tudo. Para viver, precisamos do ar, da água, da terra, do fogo. Sem estes elementos não existiríamos. Então, numa folha de papel podemos ver a árvore, a chuva, o sol, a terra. Uma coisa gera a outra e assim sucessivamente. Uma empresa só existe porque os recursos, processos, relacionamentos e sua identidade estão presentes.

Ter visão sistêmica implica em conhecer as variáveis que afetam de forma significativa os resultados.

Ter uma visão holossistêmica, pois, significa sempre enxergar qualquer coisa ou comportamento no seu contexto, isto é, enxergar a parte como expressão do todo. É perceber que tudo está interligado, que nada existe separado do todo. Isto é, como é que o todo influencia as partes. Por exemplo, um funcionário que falta ao trabalho afeta toda a empresa. Numa empresa todos os setores estão interligados. Não adianta fazer um setor a funcionar o mais perfeito possível se o departamento está mal administrado.

Vou agora propor 5 questões para melhor entendermos estes conceitos na prática. Principalmente percebermos os limites da visão tecnicista e mecanicista, que ainda predomina no meio corporativo, ampliando nossa percepção através da visão holossistêmica. Serão 5 questões focadas no campo pessoal do profissional. Imagine que você está atendendo um coachee ou mentorado, ouve suas respostas e procura dar-lhe condições de pensar além, percebendo onde estão suas limitações em termos de visão de mundo, buscando uma visão holossistêmica.

  • Você gosta do trabalho que tem atualmente? Por quê?

Gosto bastante do emprego que tenho. Porque me garante um salário pelo qual posso sustentar minha família. Meu chefe também tem me elogiado bastante. Até já ganhei um pequeno aumento por isso. E tenho que me contentar, pois não sei fazer outra coisa.

Na visão holossistêmica, você precisa considerar o potencial que você tem para sua realização pessoal. Precisa considerar sua evolução como pessoa e como profissional. Importante também considerar a aprendizagem que você tem com seu trabalho, com seus colegas.

Por exemplo, veja só que oportunidade de evoluir como pessoa e como profissional você está tendo! O que você está aprendendo com seu trabalho, com seus colegas, com a liderança de seu setor, com os líderes de sua empresa? Em que o seu trabalho vem contribuindo para o bem-estar das pessoas que serão afetadas por ele?

  • Quais são os seus pontos fortes? Em que você é reconhecido?

Meus pontos fortes são: tenho saúde, não fumo e só bebo quando em família; tenho o segundo grau completo; sou trabalhador, sou pontual nos meus compromissos, faço tudo que o chefe manda e procuro fazer tudo certo, o melhor que posso; se precisarem, faço hora extra. Meu chefe está contente e até já ganhei um aumento.

É claro que seu chefe e a empresa estão satisfeitos com seu desempenho. Você é muito útil para eles. Isso é bom, pois garante seu emprego. Mas, e você onde fica? Vamos mexer um pouco no modo como você vê as coisas, vamos ampliar sua visão.

A visão holossistêmica amplia seu modo de ver o mundo e também de se ver. Considera você no seu contexto profissional, pessoal, familiar, seus amigos, sua educação, sua espiritualidade. Você tem se dado chance de evoluir profissionalmente e também como pessoa? Você tem buscado novos meios de aprendizado, através de cursos, palestras ou coaching? Tem se dado mais tempo para a família, esposa, filhos, que tanto precisam de sua atenção, quanto você precisa deles? Você tem se dado o direito de pensar diferente dos outros? Você tem-se dado o direito de usufruir mais da companhiade seus amigos e parentes?

  • Quais são as suas prioridades como profissional?

Eu quero continuar a estar entre os melhores,aqui na empresa, naquilo que faço e sei fazer. Quero que a empresa me possibilite um curso técnico, porque quero me tornar chefe ou gerente em meu setor. Quero aprender a fazer as coisas certas. Não quero mais errar. E quero garantir um salário sempre melhor para poder trocar de casa e comprar um carro.

Na visão holossistêmica, é importante mudar sua visão como profissional. Você está se vendo muito limitado, muito fechado em seu nicho. Você precisa ampliar sua visão, olhar para o mundo a seu redor e para muito além. O mundo e as coisas não sãoexatamente como os vemos. É nossa mente que constrói e interpreta o mundo do jeito que ela vês. É nossa mente que determina o que é certo e o que é errado, o que serve e o que não serve. Ou seja, a realidade é criada por nós a cada momento. Não há uma única realidade sólida e verdadeira, a mesma vista por todos, mas muitas realidades simultâneas e todas elas são virtuais, criadas e interpretadas individualmente na mente de cada um. Se nós trabalharmos nossa mente e mudarmos o jeito de ver, o mundo será outro para nós. Incrível, não é? Nós podemos mudar o que quisermos. É só mudar a forma de ver. Está em nossa mente. Está em nós.

  • Qual é o seu sonho para o futuro?

O meu maior sonho é poder dar futuro para os meu filhos. Eu me esforço o máximo para poder pagar para eles a melhor faculdade que eles conseguirem. O mais velho já está na faculdade de administração e menina está fazendo o pré vestibular para estudar medicina ou psicologia. Quero ver também se consigo financiamento para um apartamento mais no centro, para facilitar para meus filhos. Por enquanto, o que mais quero para o futuro é garantir o meu emprego.

Na visão holossistêmica, é você que estabelece os limites, pois você tem todas as possibilidades na mão. E a gente aprendeu muito mais coisas que não podemos fazer e nos meteram muito medo de arriscar alguma coisa diferente. Você tem o universo dentro de você.

Sonhe, faça sua imaginação funcionar. Você tem o direito de buscar coisa nova para sua vida. Sair dessa vidinha estreita, aparentemente segura. Não sonhe só o que você deseja para seus filhos. Sonhe também o que você deseja para você. Acredite em você.

  • Você se sente preparado para as mudanças que podem acontecer?

Para dizer a verdade, eu estou com medo das coisas que estão acontecendo. Com esta crise aí, quem garante o emprego amanhã? Já mandaram a gente apertar o cinto, mandaram gente embora, não estão contratando ninguém. Só peço a Deus que não permita. Como é que vou pagar o aluguel, os estudos dos filhos? Minha esposa já fez até promessa. Se eu perder este emprego, onde é que vou arranjar outro?

Acontece que não existe nada na vida que é definitivo. Tudo muda o tempo todo. Não há como impedir as mudanças. O que nos resta fazer? É se preparar para as mudanças. Onde é mais importante se preparar? É na cabeça. É nossa mente que comanda tudo. Se minha mente está presa no passado e com medo do futuro, não tem jeito não.

Vamos tentar pensar com uma mente aberta, holossistêmica, como nós dizemos. Você já tem uma boa experiência de vida e de profissão. Neste momento de sua vida você está indo relativamente bem, como você já disse antes. Pois aproveita isto e comece a pensar em tudo que você pode ir fazendo hoje para se preparar para alguma coisa nova ali na frente.

Você pode mudar já de emprego. Ou se preparar para abrir uma empresa nova. Ou algo assim. Se você esperar acontecer uma crise, você já estaria preparado. Por exemplo, vai fazendo uma pequena economia desde já, procure fazer algum curso para alguma coisa diferente do que você está acostumado. Você pode discutir isso com sua família, faça todos eles participarem de sua preocupação e ajudarem a buscar saídas. Até agora você trabalhou por eles. Agora você pode trabalhar com eles.

E não tenha medo de arriscar algo novo. Se você puder contar com seus filhos e esposa, a responsabilidade estará compartilhada. Você já teve forças para chegar até aqui. Isto mostra que você pode. Dentro de você existe uma reserva imensa de possibilidades. O futuro começa a acontecer agora. E você pode construí-lo, principalmente se tiver a colaboração dos seus.