Encontrar pessoas que não gostam do trabalho que fazem é muito comum, assim como quanto desejar mudanças profissionais na vida e isso também faz parte da busca pela felicidade. Mas, antes de dar este passo em direção à mudança, certifique-se de que você não está apenas precisando de umas boas férias para descansar e colocar a cabeça no lugar.

O autoconhecimento neste momento é muito importante, pois é quando cada um consegue identificar se o mal-estar que sente no trabalho trata-se apenas de um desgaste natural, ou de fato é necessária uma mudança de direção profissional. Uma terapia com um profissional especializado também ajuda bastante nesse processo de autoconhecimento.

Mesmo que você já esteja consciente de que a solução passa mesmo por uma mudança de direção profissional, nem todos possuem recursos para fazer essa mudança de forma abrupta. Os recursos que me refiro são de vontade, tempo e dinheiro, pois é precisa muita vontade para mudar o curso de uma vida profissional, buscar novos conhecimentos e se especializar em outra área.

mudança, visão, missão, autoconhecimento, trabalho, vida, experiência, planejamento

O lado bom é que tudo já vem acompanhado de uma bagagem de experiência, situações já vividas antes e isso, teoricamente, torna os processos mais fáceis do que quando se tinha 17 anos e estava escolhendo um curso para prestar o vestibular. Além de vontade é preciso ter tempo, um recurso fundamental para se dedicar em atividades como buscar cursos e fazer network, enquanto continua trabalhando na ocupação que lhe dá o retorno financeiro que precisa.

Inclusive, o aspecto financeiro requer planejamento, para que as mudanças ocorram com tranquilidade. Ter os recursos necessários para a sobrevivência enquanto a nova ocupação ainda não é remunerada é fundamental. Então, planeje sua mudança.

Todos nós temos uma missão aqui na terra e identifica-la é uma das grandes razões para ter uma vida plena e feliz. Todos podemos, a qualquer momento da vida, fazer uma mudança de planos. Basta entendermos que tudo exige uma dose de razão e um mínimo de planejamento. Não torne a ideia que parece ser a salvação da sua vida, em mais uma frustração, que pode evoluir para novas crises existenciais, ansiedade ou depressão.

Busque o autoconhecimento antes de qualquer tomada de decisão, principalmente destas mais impactantes. E, lembre-se que onde quer que você esteja, fazendo o que quer que seja, dê sempre o seu melhor. Boa sorte!

Por Alfredo Teles