Como Exercícios de Relaxamento Podem Ajudar no Coaching

Faz parte do desenvolvimento profissional do Coach aprender técnicas e exercícios de relaxamento para ajudar o seu Coachee a ter mais tranquilidade ao falar de si e de seus objetivos. Medos, ansiedades, crenças infundadas do Coachee podem desviar o foco do coaching, para retomá-lo o Coach precisa saber o que fazer em cada situação. Mas como lidar pontualmente com sua ansiedade do Coachee e direcioná-lo para a harmonia e o equilíbrio físico e mental? Os exercícios de relaxamento são indicados, entenda como aplicá-los em um encontro.

Como lidar com a Ansiedade do Coachee

A ansiedade é característica dos seres vivos, sempre prontos a se defender e a buscar os meios de sobrevivência e reprodução. Na natureza, os animais alternam momentos de tensão e de relaxamento (incluindo lazer) e descanso.

Nós, seres humanos, somos seres evolutivos e criativos e, por isso mesmo, buscamos sempre novos meios de enfrentar as condições de vida. É o que nos leva a buscar novas tecnologias, que nos facilitem nas tarefas de subsistência.

A ansiedade é um sentimento de inquietação e preocupação, que pode se manifestar como um medo ou insegurança frente a algo que pode vir a acontecer no futuro. Mas tem como origem alguma memória, ou mesmo trauma, sofrido anteriormente. A pessoa está desligada do momento presente, do aqui e agora, que é a única coisa real em sua vida. E é somente através do assumir o presente que pode olhar para o futuro com tranquilidade, pois é aí no presente que está sua força criativa, capaz de dar rumo às coisas que estão por vir. Por outro lado, se você notar que o Coachee apresenta uma condição de sofrimento psíquico mais crônica e severa por causa da ansiedade, é importante aconselhá-lo a realizar psicoterapía em paralelo ao coaching.

As condições de vida têm melhorado consideravelmente. As distâncias estão mais curtas, a produtividade vem aumentando, os direitos humanos vão conquistando espaços antes inimagináveis.

Mas, há um preço para tudo isso. Nunca como agora o tempo foi tão perseguido. Perseguimos velocidade em tudo, carros cada vez mais velozes, computadores, celulares, recordes.

Tem jeito de a gente não se estressar e de não ser engolido pela ansiedade e suas consequências? Nos casos mais graves, há que apelar para os profissionais da saúde. Mais à frente vou propor alguns exercícios de relaxamento que ajudam muito a superar a ansiedade.

Nosso Centro Energético

Existem inúmeros exercícios de relaxamento que ajudam a superar a ansiedade. Mas, vou logo avisando: essas técnicas pouco ajudam se a pessoa não se ligar a seu centro energético.

Todos temos um centro energético dentro de nós. Cada célula pulsa com o impulso deste centro. E todas pulsam, cada uma em sua própria cadência, mas todas simultaneamente. É o que nos mantém vivos no todo e em cada parte do organismo.

Todos os exercícios que vou propor são diferentes formas de acessar nosso centro energético, através do qual podemos harmonizar o nosso corpo e, através dele, a nossa mente. Em verdade, este é o único caminho real para encontrarmos nossa paz interior, nosso equilíbrio que vai se refletir em maior harmonia corporal e mental.

Os Exercícios de Relaxamento

Antes de mais nada, é preciso tomar consciência de que a ansiedade não está nas coisas, na falta de tempo, nos problemas que estão por aí, nas outras pessoas. A ansiedade está em nosso interior. Acontece em nossa mente. Se essa aflição toda está dentro de mim, em minha mente, então deve haver um jeito de eu mesmo superá-la.

Vou indicar, neste breve texto, alguns exercícios de relaxamento que possibilitam diminuir a ansiedade. Eles só fazem bem, não há contraindicação.

  1. Respiração: Nós respiramos desde o primeiro minuto após nascer e a respiração é o maior indicativo de que estamos vivos.

Vamos tomar consciência da respiração através do seguinte exercício:

  • Inspire lenta e profundamente até sentir os pulmões cheios.
  • Segure o ar com os pulmões cheios contando até três.
  • Agora solte devagar o ar pela boca.

Faça esta sequência de inspirar-segurar-expirar por 3 vezes, bem devagar.

  • Continue respirando normalmente e concentre-se agora nos movimentos de seu corpo, sinta as diferenças de temperatura na entrada e na saída do ar. Dê a si mesmo um tempo de perceber todo o seu corpo.
  • Sinta agora a vida pulsando em você, sinta tudo vivo, tudo em movimento. Sinta como tudo obedece a uma central que impulsiona cada órgão, cada membro, cada célula, num contínuo receber e dar, receber e dar…
  • Acalme sua mente, não dê atenção a nenhum pensamento ou emoção que passe por ela. Admire a beleza de sua mente, que não para de produzir pensamentos e sentimentos, mas não dê atenção a nenhum deles.
  • Respire fundo e volte sua atenção ao mundo a sua volta, com tranquilidade. O mundo, as coisas, as pessoas são o que são e nada mais.

Através de exercícios de respiração feitos com consciência podemos sentir a força da vida, a fonte de energia que tudo impulsiona em nosso corpo e em tudo o mais que nos cerca, com os quais nos conectamos. Isto nos permite viver o presente e não temer o futuro.

  1. Relaxamento muscular

A mais comum manifestação física da ansiedade é a contração involuntária que sentimos nos músculos, causando tensão e desconforto. Os músculos que mais sofrem com o estresse são os das mandíbulas, pescoço, costas, braços e pernas.

Aproveite o exercício anterior, da respiração, e busque centrar-se em sua fonte de vida. Comece por sentir quais as áreas de seu corpo que estão tensas ou mesmo doloridas. Procure fazer uma leve massagem nessas áreas e, mentalmente, dirija sua atenção a cada músculo dolorido e vá relaxando, calmamente, um por um.

À medida que você se sentir aliviado, desfrute disso, sinta-o também com sua alma interior e envie uma saudação de agradecimento à vida por senti-la em você.

  1. Meditação

Meditar é voltar a atenção para dentro de si, é mergulhar no seu interior. Se você seguiu os exercícios anteriores, você já começou a meditar, pois olhou para dentro de si. Olhou para seu próprio corpo e sua dinâmica respiratória. É um bom começo.

Existem muitas maneiras e técnicas de meditação, que é praticada a partir das mais diversas culturas e experiências. Vou me ater apenas enquanto exercício de relaxamento para superar a ansiedade.

Creio que a forma mais simples de meditar com este objetivo é você mergulhar no aqui e agora através de seu mais fantástico instrumento que a natureza colocou a serviço de sua realização pessoal: seu corpo. Você o tem desde sua concepção e, a partir dos vínculos com seu pai e sua mãe, você tem um corpo permanentemente ligado a tudo. Perceba isto num momento de mergulho interior.

Faça o exercício de respiração indicado acima e vá relaxando. Respire calmamente e sinta os movimentos de seu corpo. Use a imaginação e sinta seu corpo, parte por parte, da cabeça aos pés, sinta os movimentos, as pulsações – sinta seu centro energético atuando em cada parte e no todo simultaneamente.

Você agora está totalmente no presente. Você está conectado à sua fonte de vida e energia, que é a mesma fonte de vida e energia que nesse momento está movimentando o universo. Não há ansiedade, não há mais temores, insegurança, medo do amanhã. O amanhã brota do hoje, que é paz e harmonia.

Faça este exercício, mesmo que de forma breve, toda vez que sentir que a ansiedade quer tomar conta de sua mente e seu corpo. E faça-o, com mais calma, uma vez por dia. E vá aprendendo a ter confiança na vida, na fonte da vida que está em você.

Outros Exercícios de Relaxamento

Muitos outros exercícios podem ser recomendados para relaxamento em caso de ansiedade. Cada pessoa deve sentir qual melhor se adequa a seu momento. Vou citar alguns outros exercícios, que só fazem bem:

  • Ioga – geralmente realizada em grupo, é uma prática milenar indiana baseada em posturas, exercícios respiratórios, relaxamento, concentração e meditação. Há muitos tipos de ioga. É interessante começar com um mestre, um guia, para ir se acostumando aos poucos a sua rígida disciplina corporal e mental.
  • Atividades Físicas: caminhar, correr, nadar, praticar algum esporte –quando feitas sem espírito competitivo, mas entregando-se ao exercício de corpo e alma – são excelentes formas de se sentir totalmente presente. Tiram o foco daquilo que preocupa e gera ansiedade. Se possível, faça depois uma breve meditação, tomando consciência de como está se sentindo agora.
  • Faça um passeio ao ar livre: num bosque, numa praia, numa praça – sentindo-se ligado a tudo: vento, plantas, animais, mar, flores, crianças brincando, etc.
  • Ouvir música relaxante– deixe a música vibrar em seu interior.
  • Tomar um banho demorado: sinta seu corpo, alivie sua mente, não a prenda a nenhum pensamento ou emoção que apareça. Deixe ir. Viaje para o infinito.

Conclusão

Ansiedade não é um mal a ser combatido, mas um sintoma de que nossa mente está descentrada do que está acontecendo, fundada em alguma experiência já vivida, sentindo-se insegura e angustiada frente ao que pode acontecer. O futuro é incerto e o passado já fez sua parte, não existe mais.

Os exercícios propostos, e outros que você possa fazer junto com seu Coachee, são todos um esforço para mergulhar no aqui e agora, o único tempo e espaço em que as coisas acontecem e estão fluindo. Depende de você aprender a estar presente e orientar o Coachee a acessar sua fonte de energia, pois ali está todo o potencial de solução do que quer que seja.

Execute um bom exercício de relaxamento que o faça superar a ansiedade e viva em paz e tranquilidade interior, não importam as tempestades a sua volta. A vida é, a cada momento, um desafio. Descubra em seu interior a alegria de viver.