Como Se Livrar da Angústia e Ser Mais Feliz

Como é sentir-se angustiado? De que jeito lidar com a angústia e ser mais feliz? Vamos conversar sobre este assunto neste texto.

O que é angústia?

Entendemos por angústia a sensação de desamparo, incerteza, sentir-se sem rumo, sem o que e como decidir, uma inquietude interior, um peso com falta de serenidade, sentir-se sem força para lutar. A angústia costuma vir junto com o medo, a ansiedade, insegurança e a vida começa a balançar.

Perdemos a leveza. Ganhamos um buraco no peito, um nó na garganta e um aperto no coração. Parece que nossa alma começa a doer. E sentimos que já não sabemos lidar com o que acontece conosco e à nossa volta. Nosso barco está sem rumo.

A angústia é uma dor que não sabemos onde sentir.

Para lidar com a angústia precisamos aprender a lidar com nosso emocional, aprender a ler nossas emoções, a dizer o que estamos sentindo.

A angústia também pode estar ligada a causas psicológicas tais como complexos e antigos traumas derivados de ambientes familiares ou comunitários repressores ou negativos.

A angústia é, pois, um complexo de emoções negativas relativamente persistentes, que tendem a um desgaste físico e psicológico que exige atenção e cuidado.

Como lidar com as emoções?

Quantas emoções existem? Existe uma gama enorme de emoções, algumas facilmente reconhecíveis, outras mais veladas.

Destaco aqui algumas das principais emoções: surpresa, aversão, medo, raiva, alegria, tristeza.

As emoções se apresentam em nosso dia a dia, pois elas são a exteriorização do que se passa em nosso interior no aqui e agora. E são caóticas, sem direção, são ação e reação.

Para lidar com as emoções, o primeiro passo é tomar consciência e identificar o que se está sentindo. Podem ser expressão de sentimentos positivos ou negativos, ligados ao presente ou ao passado, ou de expectativa frente ao futuro.

Muitas vezes se confunde angústia com ansiedade. A ansiedade expressa um sentimento de dúvida, medo e insegurança quanto ao futuro: Será que vai dar certo? Será que ele vem bem? Será que vou ganhar? Que é que pode acontecer se…?

A angústia, por sua vez, expressa uma sensação de desvalia, de falta de sentido. Ela envolve o campo existencial como um todo, que pode levar a uma forte descrença de si mesmo e de sensação de vazio, geralmente acompanhada de depressão.

Como lidar com a angústia?

Para lidar com a angústia é preciso:

  • Autoconhecimento: a capacidade de entender quem somos. É o conhecimento de uma pessoa sobre si mesmo. Sócrates já expressava: “Conhece-te a ti mesmo”. É um desafio. Se queremos estar bem, precisamos fazer uma análise interior para não nos enganarmos sobre nós mesmos, nossos desejos e aspirações. A prática do autoconhecimento faz com que tenhamos controle sobre nossas emoções.

A primeira coisa para superar a angústia, portanto, é buscar conhecer a si mesmo. Conhecer-se é refletir sobre seus próprios atos, é ouvir a voz de seu coração. É conectar-se com sua Fonte interior e descobrir o que faz você feliz. Dessa forma você irá descobrir o que desencadeou sua angústia, entender sua origem. Quando estamos angustiados ficamos muito sem ação, falta-nos força para agir, encontramos mil desculpas para nos encolher e nos distanciar de tudo e de todos. Por isso é importante conhecer o que está acontecendo conosco, aceitar-nos como estamos e juntar força pela vontade para fazer acontecer nossas decisões.

  • Aceitação é manifestação de acordo com a vida. Aceitar a angústia é aceitar a realidade como ela é. É aceitá-la para poder descobrir a origem do problema e tentar eliminá-lo com muita força e fé. É reconhecer o que acontece. Aceitar é não negar. Aceitar não é concordar com o fato. É olhar a realidade e concluir: “Isto ocorreu em minha vida e não posso fazer nada para mudar o que passou, mas posso decidir olhar para a frente.” Volte-se então para outras coisas em sua vida e siga adiante. Aceitar a impotência liberta. Aceitar é não ficar brigando consigo mesmo, com pessoas, com a vida ou com Deus. Relaxe, aceite e siga seu caminho.
  • Ação. Identificou e aceitou, agora é hora de agir. O poder está na ação. Faça tudo o que estiver a seu alcance para mudar o que está angustiando você e impedindo você de ser feliz. Tenha coragem, saia da zona de conforto e mude. Sua mudança acontecerá à media que for cortando os laços emocionais com o passado e com o medo do futuro. Para isto é importante ser assertivo.
  • Para ser assertivo é importante parar de procurar culpados. Em vez de culpados, vamos encontrar os responsáveis. Parar de perguntar: Por que tinha que acontecer comigo? Em vez de se perder em perguntas, entender que se aconteceu é porque tem uma lição a aprender. Ser assertivo é você ter a habilidade de expor sua opinião de forma clara, tranquila, objetiva e sem gerar conflitos. Ser assertivo é você ver que, por mais doloroso que tenha sido aquela situação que está provocando sua angústia, foi uma bênção que fez você crescer. Assertividade é ter a mente aberta para analisar, considerar seus sentimentos e pontuar o que está errado e parabenizar o que é correto e assumir responsabilidade tirando fora o sentimento de culpa.
  • Paciência. Ter paciência é ter serenidade. É ser calmo, tranquilo. Para reduzir a angústia e aceitar que não controlamos os acontecimentos, é necessário desenvolver a paciência. No mundo acelerado em que vivemos, precisamos aprender a exercitar nossa paciência.

Depois que você deu os passos anteriores para lidar com a angústia, você já se sentirá mais aliviado, mas este é o momento de ser forte e ser paciente para saber lidar com a angústia, pois as mudanças têm seu tempo para acontecer. Aprenda a respirar fundo e mantenha a calma. Aprenda a dar tempo ao tempo, pois não existe uma fórmula mágica para acabar com a angústia de uma só vez. Não desista e verá este sentimento ir diminuindo até sumir.

E saiba que promover em você pensamentos e sentimentos de gratidão promovem uma emoção muito gratificante: alegria, alegria de viver.

Conclusão

Podemos, sim, mudar a direção de nosso olhar e escolher o que fazer com a angústia. Vamos em busca de nos conhecer, aceitar como somos e passar a agir com assertividade e paciência. Mudando o olhar, ampliando nossa visão, entenderemos que, independente do que possa acontecer fora de nós, podemos conservar a calma e ter paz interior e, com isso, sentir-nos felizes, leves, plenos.

Não precisamos condicionar nossa felicidade ao que acontece conosco ou ao que sentimos. Respiremos fundo, sabendo que podemos acessar a felicidade que existe dentro de nós. Sabemos que a vida é cíclica e que um dia é diferente do outro. Um dia vamos sentir angústia e sabemos que podemos nos livrar da angústia e ser felizes.

Qual é o segredo? É estar em permanente processo de autoconhecimento, é dizer sim à vida, e agir com assertividade e paciência.

Esta é a fórmula mágica de você se livrar da angústia e ser mais felizes. Sua felicidade só depende de você.